Notícies de Portugal

Serveis de RENFE fora de Catalunya i resta de companyies i països, així com temes ferroviaris sense ubicació geogràfica concreta.
Servicios de RENFE fuera de Cataluña y resto de compañías y paises, así como temas ferroviarios sin ubicación geográfica concreta.

Els ferrocarrils portuguesos ens superen (INTRA-RAIL)

EntradaAutor: liniadelRipollés » Dimecres 22/11/2006 18:17

Portugal té, a partir de l'1 de desembre, la nova tarifa intrarail (Xcape i X-Plore)

la Intrarail Xcape permet lliure circulació durant tres dies i dues nits en alberg de joventut.

La Intrarail X-plore permet 10 dies de lliure circulació i nou nits en alberg de joventut.

Hi ha dues tarifes, segons tinguis el carnet jove o no. Molt econòmic.

Portugal queda dividit en quatre zones a efectes d'aquesta tarifa.

Quan anem a Portugal?

http://www.cp.pt/cp//displayPage.do?vgn ... 01a8c0RCRD
Si em toca l'abonament anual de TMB, què faré? ..... Provar totes les cancel·ladores.
liniadelRipollés
N10
N10
 
Entrades: 3409
Membre des de: Dimecres 04/05/2005 22:13

EntradaAutor: UT596001 » Dimecres 22/11/2006 23:05

Força interessant la cosa...
UT596001
N10
N10
 
Entrades: 4094
Membre des de: Dilluns 02/05/2005 15:44

EntradaAutor: marcel » Dijous 23/11/2006 18:58

El metro de mirandela està inclos en aquesta oferta? si no no vinc...
marcel
N7
N7
 
Entrades: 451
Membre des de: Dilluns 02/05/2005 18:35

EntradaAutor: liniadelRipollés » Dijous 23/11/2006 22:05

marcel ha escrit:El metro de mirandela està inclos en aquesta oferta? si no no vinc...


Què vol dir que "no vinc"...què anem? :D :o
Si em toca l'abonament anual de TMB, què faré? ..... Provar totes les cancel·ladores.
liniadelRipollés
N10
N10
 
Entrades: 3409
Membre des de: Dimecres 04/05/2005 22:13

Automotor del "metro de Mirandela" cau al riu Tua

EntradaAutor: Guigui » Dilluns 12/02/2007 23:40

Dois feridos e três desaparecidos
Composição de passageiros caiu ao rio Tua
12.02.2007 - 19h18 PUBLICO.PT

Uma automotora com cinco pessoas a bordo caiu esta tarde ao rio Tua, provocando pelo menos dois feridos. As outras três pessoas encontram-se desaparecidas, adiantou o porta-voz da CP, que não soube precisar as condições em que se encontra a composição.

Em declarações à RTPN, Carlos Madeira adiantou que o acidente ocorreu ao final da tarde entre as estações de Tua e Santa Luzia, envolvendo uma composição do metro de superfície de Mirandela que se encontrava ao serviço da CP.

O responsável soube apenas precisar que a bordo da automotora seguiam três passageiros e dois tripulantes, que viajavam com destino a Mirandela.

Segundo as informações disponíveis, as primeiras pessoas a chegar ao local encontraram duas pessoas feridas, não tendo sido ainda possível apurar o paradeiro das restantes três.

Carlos Madeira não confirmou informações de que o veículo terá caído na zona de uma ponte, nem soube precisar se terá ficado submerso nas águas do rio. A caminho do local está uma outra composição da CP para participar na normalização da circulação.

No local estão já 35 bombeiros das corporações de Alijó e Carrazeda de Anciães, apoiados por onze viaturas. O Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil deslocou também para o local o helicóptero que se encontra estacionado em Santa Comba Dão para retirar do local os feridos.

Carlos Madeira promete que a CP irá realizar um "rigoroso inquérito" às circunstâncias em que ocorreu o acidente.

--------------------------------------------------------------------------------------

Quinta pessoa já terá sido localizada
Resgatados quatro ocupantes da automotora que caiu ao rio Tua
12.02.2007 - 20h35 Lusa, PUBLICO.PT

Quatro dos cinco ocupantes da automotora que esta tarde caiu ao rio Tua, entre as estações de Tua e Santa Luzia, foram já resgatadas, adiantou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Vila Real.

Em declarações à Lusa, Guilherme Mamede, comandante do CDOS, revelou que a quinta pessoa foi entretanto localizada e estará em contacto com as equipas de socorro.

A equipa de mergulhadores enviada para o local terá sido dispensada, uma vez que não há indicações de que qualquer vítima no rio, adiantou a mesma fonte.

Carlos Madeira, porta-voz da CP, adiantou que, segundo as informações disponíveis, eram apenas três os passageiros que seguiam a bordo da automotora, a que se juntavam dois tripulantes. Dois dos passageiros terão sido rapidamente localizados, mas os outros três só foram encontrados graças à ajuda de dois helicópteros, uma vez que o acidente ocorreu numa zona de difícil acesso.

Em declarações à TSF, o presidente da Câmara Municipal de Mirandela, José Silvano, confirmou estas informações, mas disse "não haver certezas" de que a bordo do veículo seguissem apenas cinco pessoas.

Ao que o PÚBLICO apurou, o descarrilamento ocorreu entre as 18h00 e as 18h35, nas imediações da estação de Santa Luzia, numa zona de ravina. As causas do acidente são ainda desconhecidas e nenhum dos responsáveis contactados quis precisar a situação em que se encontra a automotora, sustentando que as informações disponíveis ainda são escassas.

O acidente envolveu uma automotora do metro de superfície de Mirandela que se encontrava ao serviço da CP, fazendo a ligação entre a estação de Tua (Linha do Douro) e aquela cidade transmontana. José Silvano explicou que o veículo, de configuração "semelhante a um autocarro", funciona há sete anos sem qualquer tipo de problema.

Segundo o Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil, foram enviados para o local do descarrilamento 35 bombeiros, 11 viaturas e dois helicópteros.
a: Preposició que indica lloc, temps, atribut, etc.
ha: 3a persona singular del present indicatiu del verb haver


Sense educació no hi ha democràcia.
Avatar de l’usuari
Guigui
Administrador
 
Entrades: 23708
Membre des de: Diumenge 26/02/2006 19:02
Ubicació: Penitents L3 (Barcelona)

EntradaAutor: Guigui » Dimarts 13/02/2007 10:29

Segons el Jornal de Notícias, encara hi ha tres desapareguts, però indica la causa de l'accident: un desprendiment de pedres.


Três desaparecidos em queda de comboio no Tua

Eduardo Pinto*

Uma composição ao serviço do metro de Mirandela caiu ao rio Tua, em Carrazeda de Ansiães, ao início da noite de ontem. À hora de fecho desta edição, três dos presumíveis cinco ocupantes da automotora continuavam desaparecidos. Dois jovens tinham sido já resgatados, numa complicada operação que mobilizou quase 50 elementos de cinco corporações da região, equipas de mergulhadores e dois helicópteros (do Serviço Nacional de Bombeiros e do INEM).

As três vítimas ainda por localizar são o maquinista, o revisor (ambos vivem em Mirandela) e um chefe de estação da CP, natural de Vila Flor, que regressava a casa.

O acidente aconteceu pelas 19 horas. Uma pedra desabou e embateu na automotora que circulava no sentido Tua/Mirandela, arrastando-a para o rio e destruindo os carris. Foi ao quilómetro seis.

Queda de 50 metros

A composição (onde seguiriam cinco pessoas - três passageiros e dois tripulantes) precipitou-se por uma ribanceira com cerca de 50 metros de altura. O impacto do pedregulho foi de tal forma que a terra por baixo dos carris desapareceu e os trilhos ficaram suspensos ao longo de muitos metros.

O veículo ficou quase totalmente mergulhado nas águas do rio Tua, cuja corrente seguia forte, também devido às fortes chuvadas que se fizeram sentir nos últimos dias.

Numa zona de escarpas acentuadas e de acesso muito complicado, as operações de resgate mobilizaram muitos meios. Não faltaram os habituais curiosos para assistir ao desenrolar de todo o processo, iluminado por um gerador que foi especialmente montado no local.

Um jovem com a perna partida e escoriações várias e uma jovem com a bacia partida foram resgatados algum tempo depois do acidente. As vítimas - Orlando Barbosa, 23 anos, estudante de Mirandela, e Sara Raquel, também de 23 anos, de Ervedosa do Douro - foram encaminhadas para um posto médico avançado montado na estação do Tua, para depois serem transportadas, por helicóptero, para o hospital de Vila Real.

Durante as operações de socorro, as equipas médicas chegaram às vítimas descendo a ravina com a ajuda de cordas.

À espera de confirmação

Na composição seguiriam mais três pessoas. Ainda assim, Jorge Gomes, governador civil de Bragança, referia ao JN, já depois das 23 horas, que as autoridades continuavam à espera de uma confirmação oficial sobre o número de ocupantes do veículo do metropolitando de Mirandela, ao serviço da CP.

Entretanto, o Ministério das Obras Públicas e dos Transportes ordenou a abertura de um inquérito ao acidente. "Trata-se de uma exploração do metro de Mirandela e o Ministério determinou ao Instituto Nacional do Transporte Ferroviário a abertura de um inquérito para apurar as causas de um acidente", sublinhou fonte governamental, citada pela Lusa. Até porque a linha parece encontrar-se em boas condições, também devido ao investimento de que foi alvo, recentemente, por parte da Refer.

Os bombeiros de Alijó, de Bragança, de Carrazeda de Ansiães, de Mirandela e de Vila Flor participaram nas operações de socorro, que contou, ainda, com as equipas médicas do INEM.

* com Hugo Silva

Por sorte havia telefones

A zona onde se descarrilou a composição do metropolitano de superfície de Mirandela é das poucas, senão mesmo a única, onde é possível, na Linha do Tua, obter rede de telemóvel e sinal rádio. Isto porque, ao longo daquele traçado, são quase nulas as hipóteses de obter um sinal, tal como acontece, de resto, na Linha do Douro, devido à sua localização e envolvente natural, formada por densa vegetação. Ainda assim, quer os bombeiros de Carrazeda de Ansiães quer os de Alijó tiveram muitas dificuldades em comunicar, via rádio, com as respecticas centrais. O recurso mais utilizado pelas autoridades foi mesmo o telemóvel.
a: Preposició que indica lloc, temps, atribut, etc.
ha: 3a persona singular del present indicatiu del verb haver


Sense educació no hi ha democràcia.
Avatar de l’usuari
Guigui
Administrador
 
Entrades: 23708
Membre des de: Diumenge 26/02/2006 19:02
Ubicació: Penitents L3 (Barcelona)

EntradaAutor: Guigui » Dimarts 13/02/2007 14:49

Ostres, no és fins ara que m'he adonat que el més adient per tota aquesta informació era incorporar-la al fil d'incidències.

Administradors, feu el que cregueu més convenient. Sento el lapsus.
a: Preposició que indica lloc, temps, atribut, etc.
ha: 3a persona singular del present indicatiu del verb haver


Sense educació no hi ha democràcia.
Avatar de l’usuari
Guigui
Administrador
 
Entrades: 23708
Membre des de: Diumenge 26/02/2006 19:02
Ubicació: Penitents L3 (Barcelona)

EntradaAutor: liniadelRipollés » Dimarts 13/02/2007 17:12

Línia impressionant. En Marcel i jo la vam fer l'any passat.

Llàstima d'accident.
Si em toca l'abonament anual de TMB, què faré? ..... Provar totes les cancel·ladores.
liniadelRipollés
N10
N10
 
Entrades: 3409
Membre des de: Dimecres 04/05/2005 22:13

EntradaAutor: marcel » Dimarts 13/02/2007 22:00

si aixo hagues passat a Espanya es tancava la linia immediatament. Esperem que a Portugal NO ho fagin. Aquella linia val molt la pena.
marcel
N7
N7
 
Entrades: 451
Membre des de: Dilluns 02/05/2005 18:35

EntradaAutor: Guigui » Dimarts 13/02/2007 22:48

marcel ha escrit:si aixo hagues passat a Espanya es tancava la linia immediatament. Esperem que a Portugal NO ho fagin. Aquella linia val molt la pena.


Bé, entre la informació confusa i contradictòria que he trobat, hi ha una versió segons la qual, dels cinc ocupants del tren accidentat, dos eren la "tripulació" (suposo que maquinista i interventor), un altre un cap d'estació que tornava a casa i els dos restants estudiants. O sigui que, d'entrada, no sembla que la línia tingui molta requesta.

Però pel que he pogut observar, a Portugal, malgrat disposar de molts menys recursos econòmics que a Espanya, saben administrar amb molt més seny la xarxa ferroviària. Fins i tot han reobert alguna línia que estava tancada, com Covilhã-Guarda, i n'han millorat d'altres, com Porto-Braga i Porto-Guimarães.
a: Preposició que indica lloc, temps, atribut, etc.
ha: 3a persona singular del present indicatiu del verb haver


Sense educació no hi ha democràcia.
Avatar de l’usuari
Guigui
Administrador
 
Entrades: 23708
Membre des de: Diumenge 26/02/2006 19:02
Ubicació: Penitents L3 (Barcelona)

EntradaAutor: liniadelRipollés » Dimarts 13/02/2007 23:00

Els ferrobusos d'aquesta línia porten "maquinistaprr" de l'Ajuntament de Mirandela i Cap de Tren de la CP.
Quan jo vaig utilitzar-la, anava plena. També de guiris.

Guigui ha escrit:
marcel ha escrit:si aixo hagues passat a Espanya es tancava la linia immediatament. Esperem que a Portugal NO ho fagin. Aquella linia val molt la pena.


Bé, entre la informació confusa i contradictòria que he trobat, hi ha una versió segons la qual, dels cinc ocupants del tren accidentat, dos eren la "tripulació" (suposo que maquinista i interventor), un altre un cap d'estació que tornava a casa i els dos restants estudiants. O sigui que, d'entrada, no sembla que la línia tingui molta requesta.

Però pel que he pogut observar, a Portugal, malgrat disposar de molts menys recursos econòmics que a Espanya, saben administrar amb molt més seny la xarxa ferroviària. Fins i tot han reobert alguna línia que estava tancada, com Covilhã-Guarda, i n'han millorat d'altres, com Porto-Braga i Porto-Guimarães.
Si em toca l'abonament anual de TMB, què faré? ..... Provar totes les cancel·ladores.
liniadelRipollés
N10
N10
 
Entrades: 3409
Membre des de: Dimecres 04/05/2005 22:13

EntradaAutor: Guigui » Dimecres 14/02/2007 0:41

Noves de l'accident: de moment, un mort (el revisor) i dos desapareguts


Font: publico.pt

Dois ferroviários continuam desaparecidos no Tua
Corpo de uma das vítimas do acidente na Linha do Tua foi encontrado hoje
13.02.2007 - 08h58 Pedro Garcias

Foi encontrado esta manhã o corpo de um dos três desaparecidos no acidente de ontem na Linha do Tua. Continuam desparecidas duas pessoas.

O corpo encontrado, ainda por identificar, estava junto à composição, na margem esquerda do rio.

A Linha do Tua é um dos mais extraordinários percursos ferroviários do país, atravessando apertadas gargantas de granito e seguindo em paralelo com um rio que no Inverno se torna torrencial e se precipita para a foz em rápidos assustadores. É um troço de uma beleza dramática, um épico da construção ferroviária que desde a sua inauguração, em 27 de Setembro de 1887, nunca tinha provocado qualquer vítima mortal — pelo menos, não há memória de tal. Até ontem.

Um deslizamento de terras desencadeou uma avalancha de pedras que abalroou a locomotiva que seguia do Tua em direcção a Mirandela com cinco pessoas a bordo — dois passageiros e três funcionários ferroviários.

O acidente ocorreu a cerca de 7 Km da Estação do Tua, já perto do apeadeiro de Sta. Luzia, num dos trechos mais escarpados, monumentais e inóspitos de toda a linha. Os passageiros — dois jovens de 23 anos, Sara Raquel, enfermeira de Ervedosa do Douro (concelho de são João da Pesqueira) a estagiar no Hospital de Mirandela, e Rolando Barbosa, jovem 23 anos, que estuda em Mirandela — foram projectados do comboio, uma composição a diesel pertencente à Empresa Metro de Mirandela mas ao serviço da CP. Ficaram a meio da ravina, com uma pendente de quase 90 graus. Foi Sara Raquel quem ligou, através de telemóvel, para o 112, informando do acidente. Eram cerca das 18h30.

Quase quatro horas depois, os dois feridos foram resgatados de helicóptero, que tentou aterrar no Tua para os deixar no hospital de campanha instalado pelo INEM. Mas, por falta de visibilidade, a operação teve que ser abortada e os feridos tiveram que regressar a Carrazeda de Ansiães, para ser transportados de ambulância para o Tua. Por volta das 23h00, já estabilizados pelos médicos do INEM, foram novamente transportados de ambulância para Carrazeda de Ansiães, seguindo depois de helicóptero para Vila Real.

Caos marcou operação de socorro

A essa hora, ainda persistia o caos que marcou toda a operação de socorro, levado a cabo em condições de extrema dificuldade, mas com informações contraditórias a serem veiculadas por vários responsáveis directamente envolvidos, a começar pela secretária de Estado dos Transportes, Ana Paulo Vitorino, que informou o presidente da Câmara de Mirandela, José Silvano de que os cinco ocupantes do comboio já tinham sido localizados, dando-lhe a entender que estariam todos vivos. Ouvido pela TSF, o autarca fez eco desse optimismo, sem imaginar que a realidade era bem diferente.

Desde muito cedo que se sabia que a locomotiva estava semi-submersa no rio Tua, provavelmente com os três funcionários ferroviários no seu interior, mas ninguém arriscava qualquer informação — por descoordenação, prudência ou medo de errar. Só quando os choros dos familiares das vítimas começaram a ecoar pela estação do Tua se levantou o véu sobre a verdadeira dimensão da tragédia. Já passava da meia-noite quando uma equipa de mergulhadores de Mirandela se deslocou para o local do acidente, através de uma drezine (pequeno veículo ferroviário).

Mergulhadores de Macedo de Cavaleiros já lá tinham estado, mas não possuíam meios suficientes para entrar no interior da carruagem. As comportas da barragem de Mirandela tinha sido entretanto fechadas para fazer descer o nível do rio. Só por volta das 2h00, já com o rio mais baixo, é que um grupo de mergulhadores conseguiu entrar no comboio. Apesar da forte corrente do rio, passaram toda a carruagem a pente fino, mas não encontraram qualquer corpo. Durante a queda, de uma altura aproximada de 60 metros, os vidros do comboio partiram-se e o mais provável é que o embate tenha projectado para o rio os três funcionários rodoviários — o maquinista, um jovem de 24 anos natural de Mirandela; o revisor, natural do concelho de Lamego e que havia sido pai há cerca de três meses; e um funcionário da estação do Tua, natural de Vieiro (Vila Flor) e que se preparava para pedir a reforma antecipada.

Governo já anunciou abertura de inquérito

A Secretaria de Estado dos Transportes já anunciou a abertura de um inquérito, mas as conclusões parecem ser óbvias. O PÚBLICO esteve no local do acidente juntamente com vários técnicos da Refer e da CP e pôde constatar, pela presença de enormes pedregulhos no meio da linha, que o acidente deverá ter sido provocado por um abalroamento resultante de um deslizamento de terras.

Quinze minutos antes, a mesma composição dirigida pelo mesmo maquinista tinha passado por aquele local e a via estava completamente desimpedida. Apesar de se tratar de um troço sinuoso e perigoso, a linha tinha sido recentemente alvo de trabalhos de consolidação da plataforma e de electrificação de passagens de nível no montante de dois milhões de euros.

Acresce que o local do sinistro é antecedido de uma recta, curta mas ainda assim suficiente para permitir a travagem da composição, que naquele lugar não circula a mais de 35 quilómetros por hora. A verdadeira causa do acidente poderá estar nas fortes chuvas que caíram nos últimos dias e que saturaram os solos. A circunstância trágica é o deslizamento ter ocorrido precisamente no momento em que o comboio ia a passar. "Já tinha que ser", resumia José Silvano, o presidente da Câmara de Mirandela. O fim da Linha do Tua pode ter começado a ser traçado anteontem.

--------------------------------------------------------------------------------------

Buscas efectuadas durante o dia foram infrutíferas
Tua: automotora vai ser virada para tentar encontrar dois desaparecidos
13.02.2007 - 18h59 Lusa, PUBLICO.PT



A carruagem que ontem caiu ao rio vai ser virada, para apurar se algum dos dois desaparecidos está dentro ou debaixo da composição, anunciou o governador civil de Bragança.

Jorge Gomes explicou que “os mergulhos efectuados no local até ao momento não foram conclusivos” sobre esta possibilidade, pelo que “amanhã de manhã” os técnicos vão tentar colocar a composição na vertical.

Segundo o responsável, que falava à TSF, a operação será conduzida pela Empresa de Manutenção Ferroviária (EMF) e os trabalhos vão começar logo que o material necessário, oriundo de Lisboa, chegue ao local.

Segundo a Lusa, a decisão foi tomada esta tarde, durante uma reunião entre a Protecção Civil, responsáveis autárquicos, o governador civil, a Refer e o Instituto Nacional de Transportes Ferroviários.

A TSF adianta que o perímetro das buscas foi também alargado, estendendo-se até ao rio Douro, onde o Tua desagua, uma vez que se admite que o maquinista e o funcionário da CP que seguiam a bordo tenham sido arrastados pelas águas.

Ao local continuam a chegar mais meios e as buscas deverão contar, a partir de amanhã com o apoio de “cães e especialistas”, que vão percorrer nos botes da Marinha as margens dos dois rios.

No local encontram-se já fuzileiros da Marinha especializados em buscas, efectivos da GNR, da Protecção Civil e de várias corporações de bombeiros da região, apoiados por equipas de mergulhadores.

Para hoje, o governador civil de Bragança garantiu que as buscas vão ser "prolongadas até ao limite", dependendo da visibilidade. Os trabalhos serão retomados o mais cedo possível na manhã de amanhã.

A remoção completa da composição é tida pelas autoridades no local como secundária, mas será feita após esta fase, em que o mais importante é "tranquilizar as famílias dos desaparecidos", adiantou Jorge Gomes.

A automotora, propriedade do Metro de Mirandela ao serviço da CP, descarrilou ontem ao final da tarde quando fazia a ligação entre a estação de Tua e aquela cidade, arrastando os cinco ocupantes por uma ravina com cerca de 60 metros.

Os dois passageiros foram projectados durante a queda e acabariam por ser resgatados ao início da noite, encontrando-se hospitalizados em Vila Real, fora de perigo. Esta manhã, pouco depois do reinício das buscas, as equipas de mergulhadores encontraram o corpo do revisor dentro da composição, permanecendo por localizar os outros dois ocupantes.

Ao que foi possível apurar, a automotora terá sido atingida por uma pedra de grande dimensão, quando passava por uma zona de grande declive, rodopiando antes de se precipitar na ravina.
a: Preposició que indica lloc, temps, atribut, etc.
ha: 3a persona singular del present indicatiu del verb haver


Sense educació no hi ha democràcia.
Avatar de l’usuari
Guigui
Administrador
 
Entrades: 23708
Membre des de: Diumenge 26/02/2006 19:02
Ubicació: Penitents L3 (Barcelona)

EntradaAutor: Guigui » Divendres 16/02/2007 1:39

Comença a planejar el fantasma del tancament de la línia, tot i que a Portugal sempre són propensos al catastrofisme. Mentrestant, ja s'ha trobat un segon cadàver (notícia posterior a la que reprodueixo a continuació).


Extret de publico.pt

Depois de acidente na segunda-feira
Tua: ferroviários exigem inquérito rigoroso e medidas para manter linha
15.02.2007 - 16h18 Lusa

Representantes de trabalhadores ferroviários exigiram hoje um rigoroso inquérito sobre o acidente na linha do Tua e a divulgação pública das conclusões, além de medidas para a manutenção da linha em pleno funcionamento.

Numa moção, aprovada por delegados sindicais e membros de comissões de trabalhadores do sector ferroviário, reunidos ontem em Lisboa, são exigidas condições de segurança e comboios adequados às características da via onde na segunda-feira uma composição do metro de superfície de Mirandela caiu ao rio.

"Sem querer apressar conclusões, o certo é que este acidente se deu numa linha que tem sido votada ao abandono, numa lógica de desactivação das linhas ferroviárias do interior do país e na qual opera material circulante inadequado para as características da via", lê-se no documento subscrito pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário, Comissão de Trabalhadores da CP e Comissão de Trabalhadores da EMEF.

Os trabalhadores receiam que a linha venha a ser desactivada na sequência do acidente e defendem o desenvolvimento destas linhas no âmbito de uma política de desenvolvimento harmonioso do país.

As organizações de trabalhadores afirmam-se consternadas com as notícias do acidente e manifestam o "mais profundo pesar" pela morte de três ferroviários.

Acidente fez um morto, dois desaparecidos e dois feridos

O Movimento Cívico pela Linha do Tua reclamou hoje um inquérito célere às causas do acidente, que matou o revisor e deixou duas pessoas feridas, além de dois funcionários ferroviários desaparecidos.

Também este movimento pede melhorias ao nível da manutenção e acessos junto àquela via férrea, com 58 quilómetros de exploração e a única no distrito de Bragança.

As equipas de busca que procuram os dois desaparecidos regressaram ao terreno hoje às 07h30, com mais de 70 elementos espalhados pelos cursos dos rios Tua e Douro.

Uma equipa de trabalho luso-espanhola foi constituída para acompanhar a evolução das operações de busca, anunciou o governador civil de Bragança, Jorge Gomes.
a: Preposició que indica lloc, temps, atribut, etc.
ha: 3a persona singular del present indicatiu del verb haver


Sense educació no hi ha democràcia.
Avatar de l’usuari
Guigui
Administrador
 
Entrades: 23708
Membre des de: Diumenge 26/02/2006 19:02
Ubicació: Penitents L3 (Barcelona)

EntradaAutor: Guigui » Divendres 16/02/2007 1:48

En aquest linkhi ha tota una sèrie de fotografies del rescat del tren del riu. Trobo molt impactants les que mostren com ha quedat la via.
a: Preposició que indica lloc, temps, atribut, etc.
ha: 3a persona singular del present indicatiu del verb haver


Sense educació no hi ha democràcia.
Avatar de l’usuari
Guigui
Administrador
 
Entrades: 23708
Membre des de: Diumenge 26/02/2006 19:02
Ubicació: Penitents L3 (Barcelona)

Possible reobertura CP Badajoz-Elvas?

EntradaAutor: 437.001 » Dissabte 05/12/2009 1:01

A SSC un usuari ha dit que a partir del 13 de desembre, funcionarà un regional Entroncamento-badajoz al dia, després de 5 anys de tancament.
Sentit Entroncamento-Badajoz pel matí, Badajoz-Entroncamento per la tarda.

Algú pot confirmar-ho?
437.001
N10
N10
 
Entrades: 4297
Membre des de: Diumenge 29/05/2005 21:05
Ubicació: Tarragona

Re: Possible reobertura CP Badajoz-Elvas?

EntradaAutor: josep_serre » Dissabte 05/12/2009 1:07

És que el tram no està tancat, simplement no hi ha serveis de viatgers.
Corren, corren pels carrers corren, bitllets d'Orion que s'esborren per a trens que no se'n van
josep_serre
N9
N9
 
Entrades: 2525
Membre des de: Dimecres 04/05/2005 9:06
Ubicació: Sant Cugat del Vallès/Tarragona

Re: Possible reobertura CP Badajoz-Elvas?

EntradaAutor: 437.001 » Dissabte 05/12/2009 1:09

josep_serre ha escrit:És que el tram no està tancat, simplement no hi ha serveis de viatgers.


Ja, ja... vull dir que sembla que n´hi torna a haver un, de servei. :hola
437.001
N10
N10
 
Entrades: 4297
Membre des de: Diumenge 29/05/2005 21:05
Ubicació: Tarragona

Re: Possible reobertura CP Badajoz-Elvas?

EntradaAutor: josep_serre » Dissabte 05/12/2009 1:27

Apareix el tren a la web de la CP.

437.001 ha escrit:
josep_serre ha escrit:És que el tram no està tancat, simplement no hi ha serveis de viatgers.


Ja, ja... vull dir que sembla que n´hi torna a haver un, de servei. :hola
Corren, corren pels carrers corren, bitllets d'Orion que s'esborren per a trens que no se'n van
josep_serre
N9
N9
 
Entrades: 2525
Membre des de: Dimecres 04/05/2005 9:06
Ubicació: Sant Cugat del Vallès/Tarragona

Re: Possible reobertura CP Badajoz-Elvas?

EntradaAutor: davida » Dissabte 05/12/2009 10:37

Amb aquest tren que ja es posible fer un Barcelona Lisboa en diurn.
Ave Barcelona6:30 - Madrid 9:08
Alvia Madrid 10:05 - Puertollano 11:13
Reg Puertollano 11:41 Merida 14:57
598 Merida 15:03 Badajoz 15:40
CP Badajoz 17:30 Entrocamiento 21:20
IC Entrocamiento 21:25 Lisboa 22:30
davida
N9
N9
 
Entrades: 1742
Membre des de: Dimecres 04/05/2005 15:46

Barcelona-Lisboa de dia

EntradaAutor: Guigui » Dissabte 05/12/2009 18:54

Estarem d'acord que és una combinació apta només per a frikis...
a: Preposició que indica lloc, temps, atribut, etc.
ha: 3a persona singular del present indicatiu del verb haver


Sense educació no hi ha democràcia.
Avatar de l’usuari
Guigui
Administrador
 
Entrades: 23708
Membre des de: Diumenge 26/02/2006 19:02
Ubicació: Penitents L3 (Barcelona)

Següent

Torna a: Ferrocarril en general

Qui està connectat

Usuaris navegant en aquest fòrum: No hi ha cap usuari registrat i 4 visitants